sábado, 14 de julho de 2012

First Date!


Eu ia viajar e passar o fim de semana fora, por isso foi decidido adiantar o primeiro encontro para a noite anterior a viagem. Meu celular toca. Ele chegou. Não o conhecia pessoalmente somente por suas fotos nas redes sociais e sua voz ao telefone.
Quando o avistei em pé me esperando gostei do que vi, caminhei ao seu encontro sorrindo onde foi prontamente retribuído, ele estendeu a mão para me cumprimentar e o abracei, uma forma de quebrar o gelo e desfazer logo qualquer mal estar que por ventura se instalasse.
Cheiro muito bom.
Sempre comentei com meus amigos que eu gosto de convites dignos como um jantar, onde se possa conversar e, claro, perceber se a pessoa tem a conversa na ponta da língua, e foi exatamente isso que ele fez: Um convite para jantar!
AMEI!
Enquanto ele falava, já no restaurante, fiquei olhando-o, analisando discretamente seu jeito de falar, seu sorriso, prestando bastante atenção na conversa e sorrindo com um papo tão tranqüilo e sem nenhum momento de constrangimento.
Conversa.
Risadas.
Olho no olho.
Mãos dadas por baixo da mesa.
“Você foi uma maravilhosa surpresa” falei após o jantar.
O primeiro beijo aconteceu ao fim da noite, no carro, no caminho de casa, sem pressa e sem desespero...
Um perfeito primeiro encontro que, após meu retorno da viagem, se transformou em segundo, terceiro, quarto, quinto...
Ele me apresentou seu mundo sem barreiras e fiz o mesmo, abriu as portas de sua casa me apresentando sua família e fiz o mesmo, apresentando a minha família louca, conheceu meus inseparáveis amigos e eu os dele.
Estamos juntos há quase cinco ótimos meses e parece que foram apenas cinco dias de tão rápido que passou e pude finalmente entender e vivenciar o que é de fato companheirismo, carinho e, claro, amor.
Fizemos um acordo para que cada um se esforce para fazer o outro feliz e até agora está funcionando muito bem.

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Friday the 13th


            Hoje é aquele fatídico dia em que todos só falam em um determinado assunto nas redes sociais, TV (fechada e não a aberta ¬¬) e pelo mundo adentro (úuiii): Hoje é Sexta Feira 13, Bebê, e de quebra é o dia do rock!
                E como unir um dia de menstruação, entenda sangrento, com música boa?
                Simples.
Muitas bandas de rock foram associadas ao nome do “Você-sabe-quem”, por pregarem aquela rebeldia boa contra tudo e, claro, contra a igreja e algumas de suas letras também falam dessa simpatia com “Aquele-que-não-deve-ser-nomeado”, tipo:
Rolling Stones com “sympathy for the devil”… Ai aii como não amar essa música que nos faz lembrar de uma das maiores vilãs das novelas brasileñas?! Vem arrasar nessa pista de dança com o Michê e a Cachorrona, Laura Prudente da Costa, de Celebridade em 2003! 01 sonho!


Agora mudando de assunto saindo do rock e indo para o cinema, como não cair de quatro no chão (aaúuuiii) com um assassino que em pleno 2011 quase beirando o fim do mundo em uma grande catástrofe mundial, ainda faz suas vítimas da maneira mais “tradicional” existente?! Saudade do tempo que ainda existia chance de sobreviver a um massacre... Suspirei...
Voltando... focooo... Eu estou falando só de uma coisa: do quarto filme da franquia “Scream” que ficou com o título de “Pânico” aqui no Brasil brasileiro.

 
Olha que luxo esse “Ghostface” (Sr. Assassino) que vive em um (material world) mundo de armas de fogo, explosões, choques, arrastamento de pessoas amarradas no pára-choque do carro, bombardeamento de animais indefesos e esquartejamento de maridos... 
Tã rãn rãn rãn... 
Aí ele vem para “to lipsync for your life” na cara do universo e aparece com uma... (Música de suspense porque a partir de agora a trama se complica de novo...) Faca Ginsu 2000?! 


Ai me emocionei... Feliz Friday the 13th para todos e lembrem-se da bondade humana, caso contrário...