quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Voltando com Alguns Pensamentos Vagos: O Emprego do “Mas”!



Voltando!

Depois de onze meses eu volto a fazer o que tanto me dava prazer: postar no meu blog que tanto adoro.
Esse tempo foi necessário para pensar, refletir e acumular inúmeras histórias, pensamentos and reflexões que vou postar por aqui e que não necessariamente são recentes, mas que tomaram algum tempo da minha movimentada vida nesse período que estive “fora”.
Espero que vocês gostem da nova versão revista e atualizada do blog com várias histórias loucas e divertidas, mas com reflexões sem sentido também!
Agradeço a todos o carinho e vêeemm cómêegóoo!!

PS: Importei o blog, mas os seguidores sumiram... Pensei que vinha o pacote completo... alokaa!! hehehehe!! enfim... ;)

Pensamentos Vagos: O Emprego do “Mas”!

Quando se tem a esperança de que algo vai acontecer, sobretudo quando o assunto é amor, essa esperança te aprisiona em uma situação que sua cabeça cria que possa ser realidade, mas na verdade não passa simplesmente da vontade de que aquilo que você está querendo se torne verdade.
“Ele disse que ia me ligar”, “ele disse que eu sou um cara legal”, “você é maravilhoso, um dos caras mais fantásticos com quem já fiquei” e blá, blá e blá.
Se eu sou tão maravilhoso assim, por que você não quer ficar comigo?
Isso se chama: Desculpa esfarrapada!
Eu sempre digo que quando uma pessoa está elogiando demais a outra é porque vai vir um “mas” na frase e se esse “mas” aparecer pode esquecer tudo que foi dito antes, porque o que vai realmente valer é o que vem depois dele.
Caso exposto 1: “Você é o cara mais honrado que eu conheço, estou adorando sair, conversar, você (olha dentro dos seus olhos) é bonito, inteligente, carinho, MAS eu não quero nada sério, você com esse seu jeito fantástico vai encontrar alguém facilmente...”.
Caso exposto 2: “Nossa esse seu projeto está ótimo, muito bom mesmo, eu não sou de elogiar muito e você sabe disso, estou falando isso porque dessa vez você se superou mesmo, MAS eu faria algumas modificações nesse projeto devido ao...”.
Não criar falsas esperanças e se manter firme é preciso e, além disso, tenha em mente o real poder do “mas”, porque com certeza ele foi usado tanto a favor como contra você.

8 comentários:

Paulo Braccini - Bratz disse...

uala ... boas falas ... ter vc aqui de novo ... obrigado pelo carinho de sempre por lá ... já me faço presente aqui outra vez ... seja bem vindo ...

beijao

J. M. disse...

Querido Van, seja MUITO bem vindo! Meu filho, não some assim não, rs. Aparece hein...

Eric Felipe disse...

Esse "mas" e suas peripécias... Não sei como, MAS passou um filme todo melodramático na minha frente agorinha mesmo, e eu assiste bem de camarote!

Parabéns pelo post!
Voltou com tudo! *-*

Tiziane Macedo disse...

É engraçado cmo vc é simples e enfático, MAS adorei. :)

FOXX disse...

finalmente voltou...
mas voultar sem dizer o que anda fazendo não pode...

conte-nos.

Fred disse...

Mazááááááá guri!
Welcome back, man!
E que seja para ficar, nzé?
Valeu pelos comments!
Hugz!

Edilson Cravo disse...

Vanderson:

Que bacana que você resolveu reaparecer...rs. Obrigado pelo carinho no Lua e continue postando suas impressões sobre a vida, sei que você tem muitooo a dizer.
Lindo fim de semana. Abraços.

Dil Santos disse...

Van menino, q saudade de tu. Já tava na hora né? rsrs
Vc tá bem?
Essa desculpa só serve pra mostrar que realmente essa pessoa ñ nos merece, que somos bons demais pra eles. Devem procurar alguém com o mesmo nível que eles. Sim, fico revoltado com isso kkkk.
Lógico, abaixar a cabeça jamais.
Estou bem sim menino.
Se cuida e vote em mim tá? rsrs
Um abraço menino