segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Memória dos Nove Meses: Experiência de Quase Morte!

Cansado dessa vida de “pinadas”, fedor, assalto e aperto em ônibus, resolvi fazer um gasto: Comprei uma moto.


Ia para qualquer lugar da cidade sensualizando em cima dessa moto, fazendo caras, bocas, olhos and sobrancelhas quando tirava o capacete onde quer que fosse e, óbvio, descia com toda a sensualidade a mim conferida (obrigado mãe e pai).


Era um dia normal de uma semana normal com uma aula normal e eu normalmente lindo, estava pilotando minha moto na faixa da direita, quando de repente veio um outro “colega motoqueiro" da faixa da esquerda, que estava quase ao meu lado, pegou a direita me cortando e entrando na rua (estávamos atravessando um cruzamento)... Consegui desviar da moto dele, mas não pude evitar a queda.
Vi o paralelepípedo vindo em direção ao meu rosto e não pude fazer nada: PÁ!
Fiquei estirado com a cabeça no meio fio e o corpo na pista.
Começou a brotar populares até do chão.
Minha mochila foi parar uns 15 metros de distancia.
Meus óculos escuros quebraram junto com a viseira do capacete.
Minha boca sangrando horrores, um braço rasgado e um joelho fudido.
Me levantei tonto e alguém me entregou a mochila (Milagre! Até agora eu me pergunto  como ninguém a roubou...), outro nativo (lindo por sinal) me ofereceu uma cadeira, mas teria que entrar na sua loja. Não aceitei.
Multidão. Vergonha. Ódio.
O engraçadinho que ocasionou tudo foi embora sem nem olhar para trás.
E pra ficar ainda mais delicioso: Começou a chover!
Olhei para a moto estendida na pista, fui em sua direção, levantei, subi e voltei pra casa com ódio, boca sangrando e na chuva.
Eu me lasquei todo e a moto ficou intacta. Delicinha né?!
Moral da história: Fiquei com trauma, vendi a moto e voltei a ser pinado, assaltado, empurrado e espremido no ônibus por pessoas fedorentas do sovaco cabeludo.

10 comentários:

Olívia disse...

Sempre quiz uma moto, fiz 18 e pedi pro meu pai, aí ele disse "Gazela, você não dura um dia, uma ida à esquina" foi triste, acabou com meus sonhos, mas aí, outro dia, sem querer, mesmo, vi um acidente na estrada, deprimente, não comi carne por semanas, aí pensei: melhor ser sardinha inteira.

FOXX disse...

gente, qm desiste de moto pq cai não pode ter moto mesmo não. moto só tem duas rodas, ela foi feita pra cair.

Edu disse...

Suba em minha moto... se agarre em mim... que você vai gostaaaaar...

Menudo. Não é do seu tempo? Bah!

Lobo disse...

Discordo que só porque tem 2 rodas foi feita pra cair. Acidente de moto e acidente de carro são igualmente mortais. A diferença é que no carro você não voa, morre enlatado XD.

Paulo Braccini - Bratz disse...

duas rodas? never ...

Fred disse...

Se a moto ficou inteira é o que conta, nzé? Hahahahahaha! Te cuida, rapá! Hugzzz!

Dil Santos disse...

Van menino, ainda bem que não aconteceu nada com a moto né?
kkkkkkkkkkk
Brincadeira amigo. Eu sei bem como é isso, tá certo que não no mesmo grau. Uns dias atrás, meu irmão resolveu me dar uma carona de moto e o que aconteu? Ele perdeu o equilíbrio da moto na pista molhada. Moral da história. Fiquei com o joelho, braço, mão todo estrupiado e ainda por cima, o mais trágico, quebrei a unha do dedão, já q eu estava de bermuda e chinelo. Tenso, muit tenso isso. Mas agora vc tá bem né?
Ai Van, brigado menino,fiquei super feliz em ter sido classificado, rs. Ah menino, a camiseta é perfeita, tudo de bom, louco pra ganhar o próximo brinde kkkkkkk
Abraços menino

Fred disse...

Valeu pelos comments, Vanderson!!!!! Hugz, man!

Três Egos disse...

tb acho q moto foi feita para cair... odeio motos! odeio! tem dias q kero atropelar tdos os motokeiros malditos sem noção q ficam me cortando e tenho q adivinhar o q eles vão fzr... odeio!

beijo!

Bruno disse...

eu sei que não era pra rir, mas tá engraçado! rs

melhoras!! e, não devia ter vendido a moto!!! usava ela pra distâncias mais curtas e tal
:D

bjoo