sábado, 25 de dezembro de 2010

Sexo e a Cidade: As Quintas Estranhas.


As três últimas vezes que saí nas quintas me deparei com situações no mínimo diferentes e foram elas em ordem:
Na 1ª quinta fui com um antigo esquema e estava tudo certo, ficando e música boa pra cá, beijos pra lá, pole dance sobe, pole dance desce (tema da festa) e quando dei por mim meu esquema já estava com outro esquema... Oi?!
Na 2ª quinta fui com um amigo um pouco afobado e passei momentos de vergonha alheia, você sabe como é né?! Tipo vergonha pela pessoa, o que ela diz e como ela diz... Tensão grande!
Na 3ª quinta fui com um esquema e tava super de bem, traquilidade, beijo pra cá, beijo pra lá, risadas, conversas com os Dj’s, alegria, magia e sedução quando de repente o celular do esquema toca e era alguém que o esperava do lado de fora da boate.
O esquema se desesperou pra ir embora e foi pagar a conta correndo e falando ao celular e acabei saindo junto com ele, afinal estávamos “juntos”, e ele foi ao encontro de não sei quem e eu entrei lindo no meu táxi e voltei pra casa bebendo uma caipirinha recém comprada.
Ensinamento: Quinta feira nunca mais ou só com amigos bem próximos fora disso a resposta é um sonoro NÃO!
PS1: Feliz Natal pra todos!
PS2: Gente demorei a postar é verdade, mas estava em processo de fim de curso na faculdade, agora eu sou Engenheiro de Alimentos e outras coisas também e acabei me distanciando da blogosfera, mas estou de volta e de volta e de volta! \o/

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Perdoar é lindo.



Já tem um certo tempo que não escrevo aqui, acho que tinha adquirido um certo bloqueio devido a alguns acontecimentos.Estava sem vontade,ânimo pra postar... No próximo dia 10 fariam 5 meses ,mas enfim, voltei. (Acho que o molho de ter arrancado mais um ciso ajudou ... rsrssrs). E vocês?Como estão? Me contem? Desculpem a ausência.


Andei pensando nessa coisa de perdão. Esse tema fica em voga nessa época e eu acho lindo esse sentimentalismo de Maria Madalena arrependida que emana do povo nessa época.Como diz Vanderson,eu morro três vezes com algumas pérolas que eu escuto.A última foi: - Ah! vou mandar e-mail pra fulaninha que não fala comigo há 1 ano e eu nem sem porque. ¬¬ (no comments) rsrsrsrs


Você consegue perdoar quando você lembra do que aconteceu sem mágoa, ressentimento,mas será que isso acontece realmente? Passados 5 meses do que aconteceu comigo eu ainda não me vejo chegando nesse patamar do perdão não oh. Lembro do acontecido e a ânsia de choro,vergonha e raiva ainda tomam conta de mim. Eu acho tudo muito tese,todo esse discurso de ‘’perdoar é ato de grandeza de alma, maturidade e o caralho a quatro até por que é algo que creio eu, seja de livre e espontânea vontade e eu não sinto uma gota de. Pode acontecer também do ser do lado de lá achar que ele não precisa ser perdoado,que ele está coberto de razão por mais insana que tenha sido a ação.


No mais, estou feliz de ter conseguido escrever mais de 5 linhas. Urhu!
\o/