quarta-feira, 28 de julho de 2010

Procedimento Simples II



Hoje fui ao médico fazer uns exames de rotina (US de mamas e US pélvica),um procedimento normal para qualquer ser humano normal. Mas as coisas não são assim tão lindas na prática quando envolve a senhorita Rafaely ... rsrsrs



Lá vou eu: acordo cedo,busão lotado,coisas de praxe. Atendimento na clínica era por ordem de chegada e eu cheguei as 8 da matina,peguei a senha 21 ¬¬. Lá estava eu já triste,cabisbaixa quando uma senhora (que ao meu ver foi uma enviada divina) me pergunta qual minha senha e eu respondo sem ânimo olhando pro telão que indicava que o atendimento estava na senha 10 : - 21! Ela pergunta se eu quero trocar pela senha 16 e de imediato eu abro aquele sorriso e puxo a senha da mão dela antes que ela desista. Me chamaram no guichê e a atendente me dá as coordenadas:- beba 8 copos de água, quando você estiver com a bexiga cheia venha aqui me avisar. Primeiro me chamaram pra fazer a US de mamas (nessa eu já tinha bebido 4 copos). Depois lá fui eu me entupir de mais água,detalhe isso tudo em jejum desde as 20h do dia anterior...



Bebi logo 10 copos pra garantir e fui até a atendente pra avisá-la. A moça me chama. A médica muito simpática (mentira, um poço de antipatia) coloca o líquido na minha pelve, depois o aparelho e diz: bexiga vazia, volte lá pra recepção e beba mais água e só volte quando estiver com muita vontade de fazer xixi.



Tudo bem,voltei com ódio e aquela cara simpática que já é minha marca registrada. Bebi mais água. Quando eu não agüentava mais nem me movimentar voltei até a moça do guichê e disse: se minha bexiga não tiver cheia agora eu não sei mais o que é vontade de fazer xixi!



Fomos até a sala, a médica simpática chega e começa o exame com aquele aparelho que quanto mais ela apertava mais estrelas eu via. Depois de algum tempo, médica solta a primeira pergunta: -Você já retirou algum ovário?(Isso ela lá com o negócio procurando o dito cujo)



Eu respondo: -Não!

Mas nos meus pensamentos: -Ué, eu tinha meus ovários até adentrar essa sala, por que? Eles não estão mais ai não???

Médica solta a segunda: - Você já retirou algum cisto? Já fez alguma cirurgia?

Eu respondo: -Não!

Meu pensamento: Minha senhora me diga logo qual o problema...tô gostando dessa conversa não.

Médica olhando pro monitor com cara de preocupada: -Me diz uma coisa,por que a sua médica solicitou esse exame? Algum problema?

Eu respondo: Só rotina mesmo.

Mas meus pensamentos: Bem, era pra ser só uma avaliação simples, mas to temerosa com tantas perguntas e com essa sua cara de preocupada.Diga logo quanto tempo eu tenho de vida,vai eu agüento!



Depois de um tempo e muito sofrimento ela encontra meu ovário esquerdo.

Eu tava vendo a hora ela encontrar gêmeos na minha barriga e nada dos meus ovários...

Pelo que andei lendo (com toda minha leitura leiga desses resultados ) está tudo normal,assim espero.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

E agora José?



E agora? E o que se faz com todos os recados, com os depoimentos no orkut, com as juras de amor eterno no facebook?Apaga,exclui?!



Eu li um artigo em algum site essa semana (acho que foi no Yahoo) no qual o autor aconselhava as pessoas a não fuçarem,vasculharem,acompanharem a vida via mundo virtual dos exs (maridos,namorados,rolos,amancebamentos, casos e afins).Acabou ta acabado e ponto final. Mas tem aquelas pessoas que se fazem de forte: -Ah mas eu sou uma pessoa civilizada, ainda podemos ser amigos. Mentira! Isso pra mim não existe. Sou testemunha das incontáveis vezes que presenciei a minha amiga Rosa com esse discurso e TODAS as vezes ela se envolvia, ficava,sofria,saia magoada da ’’ amizade’’.



A história de passar a régua no mundo virtual é válida. Aproveita-se a onda de que os laços reais foram cortados e extirpa-se todo e qualquer resquício do outro. Fuçar o Orkut é suicídio paulatino. Ver que a pessoa mudou o status pra namorando então... é choro grande! Rsrrss. Por isso, pro bem da sua sanidade mental,evite.



Sim,eu sei que tem de ser forte pra isso. Mas quem disse que seria fácil?



Tem uma música com uma letra muito profunda que exprime tudo isso:

“Eu vou te deletar, te excluir do meu orkuuutiii….

Eu vou te bloquear no êmiésiêêêêêniii…

Não me mande mais scraps, nem e-mails, Power Pointiii….

Me exclua também, e aaadicioooone eeeeleeee….”





P.S: Pense na dor de cotovelo: baixei Beatles ontem e não paro de escutar. Rsrrssrs

Hey Jude então truaaaaaaaaaaaaando!

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Tédio e Malhação!


As férias chegaram e com elas o tão sonhado e odiado “tédio”. Esperei meses pra dormir até tarde, ir dormir tarde, dormir depois do almoço, dormir antes do almoço, enfim dormir muito e quando realmente chega o momento tão sofridamente esperado vem o pensamento: “o que fazer?! Como administrar meu tempo ocioso?”.
Baixo filmes aqui, baixo séries ali e eu acabo assistindo nem metade do que baixo. Dorme um pouco, dorme um muito, vai malhar, chega se joga na cama, levanta come, se joga na cama de novo... Dá vontade de dormir até dentro do carro...

Sim comecei a malhar e to só uma coisa: adorando, no começo fiquei tenso porque levanto pouco pouquíssimo peso e vendo aquele povo que parece que vai se desmanchar em água levantando aqueles pesos enormes me “assustaram” (mentira só achei exagerado e desnecessário ¬¬)...

  Isso sem falar num povo que malha e fica em forma de sorvete de casquinha fino em baixo e grosso em cima ou aqueles que têm o braço da grossura da minha coxa... 

Tenho muito que malhar até ficar mais gostoso do que já sou (porque sim eu sou gostoso).
Esqueci de falar uma coisa... Esse é um ano de mudanças muito fortes, acabam umas etapas e começam outras, mas isso é conversa pra outro post.
E outra coisa: Repensar é preciso. A avalanche de tempo me faz pensar...

sábado, 10 de julho de 2010

Rosa e seus momentos insanos.




Rosa ontem me mandou um e-mail louca da vida dizendo que tinha feito uma besteira, pensei... ah meu Deus, o que foi dessa vez? Ela dizia no e-mail que tinha enviado pro Cravo(depois de horas de perturbação da parte dele) uma espécie de poema que havia feito pra ele e que ela tinha escrito em dezembro do ano passado,mas sem a intenção de enviar. Ele viu esse documento que estava gravado com o nome dele semanas antes fuçando o computador dela,só que ela chegou bem na hora e o impediu de ler. Ela dizia no e-mail que estava arrependida de ter enviado devido as reações que tal documento causou no Cravo após ele ter lido, e era justamente isso que ela queria evitar: explicações sem necessidade e que ela nunca pediu. Fiquei curiosa e pedi que ela me enviasse tal documento, segue:

‘’Poxa!Mesmo depois de quase um ano estou aqui pensando o quanto ainda gosto de ti. Como pode isso?!Essa semana te reencontrei e percebi que ainda arrasto um caminhão por ti.,

Não me recordo de ter ouvido ao menos você me chamar de linda, linda assim dessa forma. Recordo-me de ouvir soar um ‘’gostosa’’, com muita sorte um ‘’bonitona’’, mas mesmo assim eu gosto de ti. Nunca recebi uma ligação de você me desejando uma boa noite ou um bom dia, mas mesmo assim eu gosto de ti.

Quando apresentada a seus pais (o que só aconteceu porque a gente marcou de se ver numa praça da cidade e seus pais estariam por lá porque haviam ido fazer compras) fui apresentada como:- Ah, essa é Rosa, uma colega. Mesmo com essa apresentação vazia, eu gosto de ti.


E quantas vezes eu servi de ombro consolador pra você? Incontáveis as vezes que isso aconteceu. Mas sabe por que te ouvi? Porque gosto de ti. Com você experimentei sensações que até então eram desconhecidas pra mim. Sermos contidos por um guarda de uma praça por achar que estávamos indo longe demais num território público.Ir a uma praia distante de ônibus e passarmos o dia despreocupados. Sair do teatro, cinema e ir sentar-se a beira-mar. Você tem um poder incontrolável sobre mim, capaz de me desestrurar totalmente,de fazer ficar o dia pensando de como era bom quando a gente ficava. Poxa, você tem lábios lindos,que me beijavam como poucos!

A gente gosta sem motivos, gosta e pronto!


Escrito por Rosa em dezembro 2009


Conseqüências? Cravo foi se explicar.Sabe aquele sentimento meio que de culpa por não corresponder !? ‘’ Eu sempre fui muito sincero contigo,eu tenho um carinho por ti, mas não é do jeito que você queria.O problema é comigo,eu não te trato bem.Quer me excluir?

Vou esperar os próximos capítulos,manterei contato com Rosa pra saber o desf
echo.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Um Ano!

O tempo é algo que realmente me surpreende. Como passou rápido!
Hoje estamos completando um aninho de vida com muita felicidade e orgulho do rumo que isso aqui tomou. A priori a gente inventou essa conversa de blog pra zoar (entenda-se por isso como a gente diz aqui “mangar do povo”), em decorrência de uma brincadeirinha que a gente costumava fazer pelas ruas de Fortaleza. Mas ele passou a ser muito mais que isso, é como se fosse uma extensão do meu corpo, faz parte já. Aqui escrevo sobre minhas angústias, alegrias, sobre o que penso, sobre minha linda cidade Fortaleza, enfim, transformo meu cotidiano em palavras para que eu possa eternizar momentos vividos.
Descobri que escrever é um ótimo remédio pra muitas coisas: descontrair, afogar as mágoas, acalmar, além das pessoas fantásticas que você acaba conhecendo, enfim só me trouxe benefícios.
Essa semana resolvi reler alguns posts antigos e pude perceber a nossa evolução.
Só tenho a agradecer o carinho que vocês que nos visitam tem conosco.
E pra relembrar, vamos fazer uma pequena “retrô” desse um ano da vida dessa criança que só tem a crescer:
O blog tem 365 dias de vida e até antes dessa postagem 85 posts, 780 comentários, 62 seguidores e leitores queridos que sempre aparecem por aqui pra deixar um pouco de si, alguns antigos amigos como Mauri Boffil, Foxx, Dand, Paulo Braccini, Dil, Mônica, Mylla, EFS, e Wanderley e os novos amigos: Lobo, Bruno, Insana, Edilson, Vaca Jersey e Ruy e também os que aparecem de vez em quando ou passaram só uma vez por aqui.
Algumas vezes escrevemos estórias felizes, outras vezes não, engraçadas, ás vezes não, mas sempre escritas com muito carinho.
Agora vamos cantar os parabéns né?!



PS: Porque somos do tempo que em festa de criança tocava Xuxa a noite toda.
PS 2: Texto escrito por Rafa e Vanderson.