sábado, 8 de maio de 2010

O cravo e a Rosa: novelinha mexicana sem final definitivo.


  • Cenas do capítulo anterior:

Cravo escreve: “Acho melhor então a gente não se falar mais’’, você não acha que é o certo?
Rosa: Sim.
E assim foi. (Pelo menos por uns 2 meses.)
....

Tarde de quinta.
Rosa trabalhando,celular toca... aparece um número qualquer:

Rosa: -Alô!
Pessoa do outro lado da linha: Oi Rosa,tudo bem?
Rosa: Sim, tá tudo bem.Mas quem está falando mesmo hein?!
Pessoa do outro lado da linha:Não tá reconhecendo a minha voz não?
Rosa: Sinceramente? Tô não! Vai falando mais ai pode ser que eu lembre...
Pessoa do outro lado da linha:E se eu disser que é o Cravo você desliga na minha cara?
Rosa com o coração na mão: Não desligo não,sou uma pessoa educada.

Nesse instante Rosa percebe que não está ’’ curada’’ 100% porque ela dá trela pras conversas.
Conversa vai,conversa vem mas, a Rosa apesar de tudo é viva e já estava sabendo que o namorico do Cravo havia acabado.Ela pode até ser viva, mas é bocó demais.¬¬
Resumo da ópera: Rosa cai nas garras do Cravo de novo, novamente. Isso mesmo.Quando ela me contou eu respirei fundo,num ímpeto de dar um sermão,aconselhar,mas achei melhor não. Falei mais nada,até porque ela já bem grandinha,deve saber o que faz e só ela sabe o que sente,mais ninguém.
Nesse intervalo(dia em que voltaram a conversar e hoje) aconteceram tantas conversas,tantas discussões,que se eu expor aqui vai ficar repetitivo.
Houve uma nova discussão, no auge da raiva Rosa corta os meios de comunicação entre eles novamente,vamos ver se agora vai...

A única coisa que eu perguntei a Rosa foi: Rosa, você vai deixar que isso perdure o resto da tua vida é mulher?!

P.S: Vanderson, gostou ai da homenagem a grande atriz? rsrssrsrs

6 comentários:

dand disse...

hahaha, nossa mas que engraçado e criativo, uma nova versão para o cravo e a Rosa.. adorei..
E sim, a Paola me lembra o Vanderson hahahahahahha. será pq hein^^.

abraço Rafa.
Dand^^.

Wanderley Elian Lima disse...

É sempre assim, a gente acaba caindo numa boa conversa.
Um abraço

Lobo disse...

Tem algumas coisas que nunca se curam... Por isso que o ideal é tomar distância, encomendar o assassinato do exu, e cortar todo e qualquer meio de comunicação, exatamente para não ter risco de recaída ahauahauahau

Beijos Rafa!

Paulo Braccini disse...

e a pergunta q não quer calar:

"Rosa, você vai deixar que isso perdure o resto da tua vida é mulher?!"

bjux

;-)

Mônica disse...

Bem me quer, mal me quer...rs

A gente sempre cai. Boa sorte pra Rosa!

Bjs

Vanderson disse...

ai aiii
essa Rosa é ossooo!!
e outraaa
a Paola Bracho é uma diva!!
kkkkkkkkkkkkkkk