quinta-feira, 25 de março de 2010

Idas e Vindas do ... Amor!



Estava na cantina da química (faculdade) quando de repente avisto um bombado vindo rápido e parando a uns quatro metros de uma mesa perto de onde eu estava sentado. A mesa estava repleta de alunos conversando, eles não notaram a presença do jovem rapaz recém saído da academia, então ele cruzou os braços e ficou olhando fixamente pro povo conversando.
Quase um minuto depois uma moça que estava sentada à mesa percebeu a presença do saco de músculos e disse, levantando-se e andando em sua direção: “Oi!? O que você está fazendo aqui?” falou meio incrédula, ele por sua vez falou baixo algo que não pude escutar, mas pelo movimento de mão percebi que o bombado mandou a garota pegar a bolsa dela que ficara na mesa.
Ela respondeu meio sem jeito: “Nãoo!”, ele num arrobo de grosseria saiu em disparada na direção da mesa e puxou a bolsa deixando os objetos de outros estudantes que estavam perto da bolsa cair sobre a mesa e no chão. Nesse instante toda a cantina parou com o barulho de livros e cadernos caindo e o povo da mesa paralisou olhando pro casal.
A estudante estava morta de vergonha e a cara dela era de desespero e revolta. Depois de pegar a bolsa de forma no mínimo grosseira, ele virou de calcanhares e saiu em direção ao estacionamento fazendo um sinal com a cabeça pra que ela o acompanhasse e a garota com a cara da derrota assim o fez com os ombros caídos, cabeça baixa e olhando pros próprios pés.
Fiquei pensativo porque eu odeio cenas desse tipo, dificilmente eu iria chegar e “arrastar” ninguém de onde quer que fosse por causa de ciúmes, sim por que isso me pareceu uma cena barata de ciúmes, mas claro que não conheço o casal em questão e não sei da história deles, mas certamente um barraco assim em plena três horas da tarde é uma situação extrema e desnecessária, principalmente na frente de colegas de faculdade, desconhecidos e professores que por ali passavam que também puderam se deliciar com essa cena de magia, sedução e pura ternura.
Simplesmente horrível.
PS: Minutos depois eles voltaram, sentaram, começaram a conversar, trocar carícias e sorrisos apaixonados.
Agora eu pergunto: Pra que esse show que ele fez se depois ia ser só alegria? Não poderia partir direto pra alegria e pular a parte chata não?

12 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Já sei como isso vai acabar. Não eu não sou profeta, sou só observador, em crime passional, é sempre assim.
Abração

Paulo Braccini disse...

estas atitudes são ridículas ... não entendo como alguém consegue aturar e conviver com pessoas assim ... ainda vem me dizer que é AMOR ... me poupe ...

bjux

;-)

Mylla Galvão disse...

POis é,
Vc apenas olhou Vanderson...
Eu ia interferir, mesmo que não conhecesse nenhum dos dois!!!
Um homem não pode tratar uma mulher desse jeito e nem ela pode ser tão submissa assim!
Ele podia ser grande, mas não era dois!!!

Bjs

Lobo disse...

Eu fico besta quando vejo essas coisas.

Fico mais besta ainda quando vejo gente que se sujeita a essas coisas.

Cadê o amor próprio minha gente?

Abraços!

Edilson Cravo disse...

Querido Wans:

Infelizmente muitos ainda não entenderam que o amor não é uma prisao,uma doença,uma arapuca;mas sim a liberdade de deixar o outro livre.Quuem ama dá asas e incentiva o outro a crescer.Parabéns pelo post.Beijoooo.
www.lua2gatos.blogspot.com

dand disse...

Oi Van, saudade de vc viu!!!Mas eu mato no MSN hehehehe.

Então, fiquei sabendo q o namorado levou ela pro estacionamento....rolou uma TESSÁLIA lá no carro, daí ela voltou no maior love ♥ com ele. Foi issu, tenho certeza....nada que uma boa CHUPADA não resolva os climas ruins hihihihihihihihi...


abraçãããããããooooooooo.
Dand.

FOXX disse...

bem, mas não é tão bom fazer as pazes?

Mônica disse...

Afff... essas relações doentias me revoltam.

Bjs

@philipsouza disse...

Hahahha...isso sempre acontece..tem pessoas q gostam de exibição forever....nocu...vlwwww

Homossexual e Pai disse...

Realmente o Big Brother não me emociona, acho uma babaquice este tipo de programa e acho uma certa forma de sadismo as pessoas ficarem assistindo á tortura... física e psicológica ...de outras pessoas.
Mas, é hora de eu me envolver! O paredão de eliminação de hoje é entre Dimmy Kier (DiCesar) e o ultra-homofóbico declarado DOURADO! Um cara totalmente escroto e ignorante, que chegou até a dizer que homens heterossexuais não pegam AIDS! Num verdadeiro des-serviço á saúde pública.
Alguém tem dúvida de quem usaria melhor o dinheiro?
Precisamos eliminar este cara! Entre no site da GLOBO.com e vote! Vote até cair seu dedo! Vote até acabar seus créditos! Vote até sua conta de telefone estourar! Se o Di ganhar vai ser um recado para MUUUUUITA gente!

DANIZINHA disse...

É...vai saber,né?
Complicado julgar...mas nesse caso, não tem como! A imagem fala mais...E olha, ciúmes é algo que tem que ser muito bem resolvido. Um dos meus ex era ciumento ao extremo. Eu tinha só 16 anos. Era apaixonada por ele. Mas, não aguentava o ciumes descabido que ele sentia. Preferi terminar no auge do amor...do que no do ódio. Outro ex, tbem muito ciumento...esse fazia tudo por mim, me tartava como uma rainha. A unica coisa que tinha de mal era o ciumes. O namoro termineou depois de quase 5 anos, por outro motivo. Mas, todo o ciume que ele sentia me fazia ficar o tempo todo pensando em ocmo explicar as coisas pra ele de modo que nao se chateasse (no primeiro ano do namoro, eu fazia o que queria...e ele ficava inseguro pq sabai que se pusesse contra a parde, eu terminava- mas depois que comecei a gostar dele comecei a ceder.) e isso me deixou até hoje traumatizada. Parace que tudo é errado, incoscientemente...eu era desencanada demais..e agora, nao faço ideia como vou agir com um proximo namoro.
Me excedi, hein? Está mais pra um depoimento do que para um comentário. Desculpe...rs
Beijos

Bruno disse...

Ah, o show tinha que acontecer, é claro. Pra chegarem no momento de carinho. Mas nada justifica o show em publico. Eu acho péssimo tbm, apesar de qdo estou com raiva, me altero um pouco, meu namorado que me manda calar a boca e falar mais baixo, fico com vontade de voar no pescoço dele, é claro... mas sei que é pro meu próprio bem.
Mas nunca uma atitude grosseira dessa.
Enfim.
Péssimo.

Bjs!