terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Ponto Final.





Bem, primeiro só queria compartilhar o momento angustiado que estou passando... Soube no último sábado, oficialmente, que vou defender minha monografia dia 09/11 (a professora queria marcar pras 19h, eu fiquei logo louca porque não ia agüentar... Eu não tenho mais unha pra roer, logo, onde eu iria descarregar minha ansiedade?! Enfim, ela foi humana e parece que vai ver se é possível me colocar pro 1º horário, 7h30min da manhã... delícia esse horário!)

Mas sim, vamos ao que me trouxe aqui...

Esse final de semana a conversa que rolou entre mim e os outros dois integrantes desse blog foi sobre os pontos finais. Não que nós estivéssemos discutindo sobre alguma coisa da língua portuguesa ou sobre as novas regras... Estávamos conversando sobre os pontos finais de relacionamentos.

Dois aqui estão com as relações estremecidas (eles estão é de bem, porque eu estou sem relação pra estremecer...). O primeiro, o namorado pediu um tempo, mas o mais engraçado foi que o tempo que ele pediu foi bem cronometrado, ele disse dia e horário do final do tal tempo (seria cômico se não fosse trágico). O segundo, o namorado pediu pra terem uma conversa (essas conversas, afe mariiiiia, você vai se tremendo dos pés aos fios dos cabelos), mas nesse caso a conversa teve um final feliz, eles se entenderam e estão muito longe desse ponto final.

Os pontos finais são tão assim sei lá... 1º que demora pra você conseguir processar esse ponto (conheço gente que alimenta as coisas, fica só nas reticências e é um tal de vai e volta e nada de colocar um ponto definitivamente final...). até que uma das partes se interessa por outra parte que não é a sua, ai você se manca ou não...(será que eu me entrego com tantas reticências nesse texto?!) Mas é sério, é complicado.

E outra, já vou que tenho de terminar de fazer os tais slides!

E ponto final.

6 comentários:

Eliardo disse...

entre pontos e reticências, fico aqui com a interrogação
?
amanha terei o final da minha história.

PS: Sabe que as 7:30 estarão lá Vanderson e Eu pra te perguntar só uma coisa... TUDO sobre assédio moral e as consequencias psicológia no individuo empregado, kkkk, acho que o tema é masi ou menos isso ai neh!?

Dil Santos disse...

Oi Rafa, que bom que está bem, eu tõ ótimo, rsr
Com calor, cansado, rsrs.
Ai menina, para de roer unha, deforma sua mão, kkkkkkkkk
Os ponto finais sempre são difíceis, normalmente uma parte sofre bem mais q a outra, mas faz parte da vida, infelizmente.
Mas temos que seguir em frente e aprender a aceitar que tudo na vida tem um ponto final.
Bjo
:)

Rafa disse...

Eliardo,nem invente!
Ainda nem tenho o horário cero da apresentação... =/

Dil Santos disse...

kkkkkk
Ai meninas, minhas mãos ñ seriam mais as mesmas com minhas unhas roidas
kkkkkkkkkkkkkkk
Bota complicado nisso

Bjo
:)

Mônica disse...

Boa sorte na apresentação da monografia e que ela seja um ponto final feliz!
Bjs

danielochefe disse...

..eu nunca fui um dos melhores nerds em português..vivia levando cagaço por esquecer o ponto final..e todo o resto também..acento...a porra da virgula..esses negócio meio foda..e em relação ao outro ponto final..acho q tudo tem o inicio, meio e fim...em certos casos...o fim acaba chegando primeiro...rs...