quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Era uma vez um menino: Parte II



Depois dos 11 anos de escuridão, medo, incertezas e tentativas frustradas com o sexo oposto, o jovem universitário se permitiu um pouco mais. Foi durante uma calourada na universidade em que estudava, ele dançou, olhou e sorriu para o mesmo sexo, com medo, tenso ainda, mas já era um grande passo para ele.



Depois de algumas inúmeras caipirinhas na cabeça ele começou a paquerar mais intensamente, mas nada naquela noite lhe chamou atenção, somente a conversa com os amigos estava interessante, mas havia alguém que queria o universitário e esse sentimento não era recíproco, ele era um conhecido de vista na faculdade e que nada nele interessava ao jovem universitário, mas mesmo assim, educado, ele conversou com o “outro” boa parte da noite.



“Já vou!” – falou o universitário para todos os presentes.



“Mas tu tá bêbado hein!!?! Como você vai embora?” – algum de seus amigos perguntou preocupado.



“De táxi” – o jovem universitário e bêbado respondeu.



Se despediu de todos e trocando as pernas foi em busca do táxi, mas quando menos espera ele sente uma mão no seu ombro... era ele, o “outro”, que não lhe interessava... “o que esse cara quer?” – pensou o universitário.



O “outro” ofereceu ajuda pra chamar o táxi, o jovem aceitou, ofereceu companhia, o jovem aceitou, ofereceu a sua casa, o jovem hesitou... “não eu vou pra minha casa! É só chamar um táxi que vou embora!” – falou firme o jovem, o “outro” insistiu mais e mais lhe oferecendo sua cama, o jovem pensou “porque não?” e aceitou.



O jovem se deitou na cama do “outro” tenso e bêbado ainda e por fim... ficou com o “outro”...



CONTINUA...............





6 comentários:

Rafa disse...

Como diz uma amigo nosso em comum: Eeeeeitah!(batento as mãos fechadas e sorrindo) srsrsrss

Mylla Galvão disse...

Ah Vanderson!
Vc parou na melhor parte...
assim não vale!!!

M. disse...

=)

Oi Vanderson,
Bem-vindo á minha vida urbana!

Voltarei pra continuar lendo sua historia hehe...

Abraço.

Mauri Boffil disse...

uuuui
isso me lembra... minhas artimanhas que eu aprontava com bebedeira e caras que eu era a fim mas que não eram a fim de mim

Mônica disse...

Adoro quando as pessoas chegam ao meu cantinho andando de blog em blog...rs.

Obrigada pela visita e volte sempre.

O lance com o "chocolate" é meio complicado, mas deixa ver o que rola...rs

Como continua? rs

dand disse...

Adooro umas loucuras assim ,de vez enquando...mas acho q se eu estivese um tanto bêbado não cometia não hahaha..Agora pior são as loucuras de san consciencia hahaha..

E vc superou essa sua nova personalidade de uma maneira tão espetacular que creio eu que tenha valido a pena.

Abraçooo..

dand^^.