terça-feira, 27 de outubro de 2009

Dragão do Mar


Quem vem a Fortaleza não pode deixar de conhecer nosso querido Centro Cultural de Arte e Cultura Dragão do Mar, ''Dragão'' pros íntimos. A proposta aqui é que cada um de nos (os integrantes do blog)conte uma história do nosso dragão.

Pois bem,lá você encontra museu,teatro,cinema,exposição. E pelos arredores do Dragão? Barzinhos,boates,muitos pedintes(infelizmente). E também,muitas histórias pra contar (e como)! Tem a famosa praça verde do dragão do mar,espaço pra correr,pular,se divertir,passar um fim de tarde... Uma vez me contaram uma história de dois jovens um pouco mais"ousados" que estavam por ali pelos arredores passeando, olhando exposições, livrarias e tudo de cultura que o centro podia lhes oferecer naquele dia. Lá pelas tantas foram '' se pegar'' na dita praça verde.Eles compraram um litro de vinho barato e lá o foram degustar.Só sei que a coisa esquentou, a jovem (isso me contaram) se deitou numas arquibancadas que tem lá e o jovem deitou por cima dela (assim me contaram)ensaiando uma posição mais, digamos, sexual,quando de repente o jovem sente a cutucada de um pé nas suas costas, essa '' cutucada'' era do guarda do local que dispara:

- Ei minha "jóia", se ajeite aí. Nesse momento a jovem saculeja o rapaz,espantando-o com rapidez e sai dali moooooooorta de vergonha, jurando que nunca mais iria voltar ao querido "Dragão", mas depois eles riram dessa situação e voltaram lá outras vezes, porém mais comportados pq o guarda continuava lá firme e forte!( assim me contaram).

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Mooorrrrtaaaaaa

“Mooorrrtaaa” esse bordão foi apresentado a nós pelo Rômulo (tb conhecido como “adóooro”) e pelo David (conhecido pelo seu bordão “eiiitaaaaa” e “êaê?”) e logo foi incorporado pela galera que não para mais de falar tal bordão.

Mas moooorrtaaaa como? De que? Como assim?

Assim: Moooorrrrtaaaa de mulher!!!

Moooorrrrtaaaa de iludida que engana alguém!!!

Moooorrrrtaaaa, Moooorrrrtaaaa, Moooorrrrtaaaa (quando é carniçadaa)

Pois bem toda essa introdução foi pra poder contar o que aconteceu comigo hoje no transporte coletico alternativo (topic) ¬¬

Estava voltando da Caixa Econômica que saiu da greve e com isso veio gente até do inferno pra resolver sei lá o que nesse banco. Resultado: brigas dos clientes com os funcionários, faltando dinheiro nos caixas eletrônicos e tudo mais... pois sim... peguei o transporte coletivo (topic) depois dessa luta no banco e lá pelas tantas começou a tocar na rádio, depois de uma avalanche de forró, “i'm not a girl not yet a woman” da Britney que por consequência acendeu todas as “bee” que estavam nessa topic e eu cantarolando mexendo só a boca sem emitir som algum (claro pq sou fino e naum vou cantar nas alturas na topic) olhava pra um lado, uma colega cantando, olhava pro outro outra colega se segurando mas louuca pra soltar o vozeirão, só sei que quando olhei pro “trocador” da topic (ele que tem cara de machão, que cospe pra fora da topic pela janela, coça o saco e fala com o motorista parecendo um marginal) ele tava só uma coisa: morrendo de cantar

“i'm not a girl, not yet a woman

All I need is time

A moment that is mine

While I'm in between

I'm not a girl”

Com direito a gemedinha e tudo da Britney... e eu pensei na hora:

Moooooooooooorrrrrtaaaaaaaaa………………..

segunda-feira, 19 de outubro de 2009


Antes do post anterior fazia tempo que nós não escrevíamos aqui.Ninguém se prontificava.Dai aconteceu algo comigo que pensei em colocar aqui, mas dai repensei porque o que aconteceu comigo remetia a algo ruim e engraçado(eu corria o risco de ficar rotulada rsrsrss).
Mas resolvi expor aqui, até pra previnir as pessoas.


Pois bem, feriado chega e o que o corpo pede?Descanço?!Resposta errada, o corpo pede é farra, bebida, saída com amigos.E lá fui eu.Sábado foi um programa light,eu e Vanderson tínhamos de ''avaliar'' o novo namorado de um amigo da gente, pra ver se ele podia ser inserido no nosso ciclo de amigos, porque não é só assim, chegar e pensar que veio pra ficar, a gente tem de dar o aval final.Enfim, o caboclo passou no nosso teste!
Domingo, lá fomos nós a praia.Ooown coisa boa.Sol, mar, cerveja gelada,uma roda de amigos.Chega a hora de ir embora.Todos iam pra rotas opostas,sobrou pra mim voltar sozinha.- Tudo bem, podem ir.Eu vou ficar bem.Passaram diversos ônibus, nenhum estava parando.E eu estava achando ótimo ficar ali a mêrce dos assaltantes né?!Nem queria mesmo ir embora.-Eiiitah, lá vem um.Lotado,mas vou subir assim mesmo.Dei sinal ele parou a metros de distância.Num ímpeto de desespero eu sai correndo.Advinha o que aconteceu? Eu pisei em falso na calçada fantasticamente esburacada e torci o pé direito bruscamente. Uma lágrima chegou a ousar cair em meu rosto.Subi morrendo de dor.Viagem foi loooonga,mas aos trancos e barrancos consigo chegar em casa.Coloco gelo, faço massagem com uma dessas pomadas e talz, mas o pé continua inchando (sim o pé inchou ¬¬) e doendo .Na terça vou trabalhar assim mesmo.Algumas pessoas viram e alarmaram logo: -Menina vai ao médico. "O meu foi a mesma coisa, tive de engessar até o joelho ..." e assim sucederam-se os relatos... Eu acho tão interessante como sempre tem alguém com algum relato pra contar seja o assunto que for.Quando saí do trabalho fui direto ao médico e este me disse o que eu não queria ouvir: é nega, você vai ter de imobilizar o pé! ¬¬E agora estou eu aqui em casa aprimorando meus dotes culinários, escrevendo o que falta para me livrar da graduação (monografia). 10 dias de atestado.


Lição: nunca mais corro pra pegar busão!Muito menos depois de uma praia e pior ainda se o ônibus estiver lotado!

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Era uma vez um menino: Parte II



Depois dos 11 anos de escuridão, medo, incertezas e tentativas frustradas com o sexo oposto, o jovem universitário se permitiu um pouco mais. Foi durante uma calourada na universidade em que estudava, ele dançou, olhou e sorriu para o mesmo sexo, com medo, tenso ainda, mas já era um grande passo para ele.



Depois de algumas inúmeras caipirinhas na cabeça ele começou a paquerar mais intensamente, mas nada naquela noite lhe chamou atenção, somente a conversa com os amigos estava interessante, mas havia alguém que queria o universitário e esse sentimento não era recíproco, ele era um conhecido de vista na faculdade e que nada nele interessava ao jovem universitário, mas mesmo assim, educado, ele conversou com o “outro” boa parte da noite.



“Já vou!” – falou o universitário para todos os presentes.



“Mas tu tá bêbado hein!!?! Como você vai embora?” – algum de seus amigos perguntou preocupado.



“De táxi” – o jovem universitário e bêbado respondeu.



Se despediu de todos e trocando as pernas foi em busca do táxi, mas quando menos espera ele sente uma mão no seu ombro... era ele, o “outro”, que não lhe interessava... “o que esse cara quer?” – pensou o universitário.



O “outro” ofereceu ajuda pra chamar o táxi, o jovem aceitou, ofereceu companhia, o jovem aceitou, ofereceu a sua casa, o jovem hesitou... “não eu vou pra minha casa! É só chamar um táxi que vou embora!” – falou firme o jovem, o “outro” insistiu mais e mais lhe oferecendo sua cama, o jovem pensou “porque não?” e aceitou.



O jovem se deitou na cama do “outro” tenso e bêbado ainda e por fim... ficou com o “outro”...



CONTINUA...............





quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Bonança x Tempestade

Reza a lenda que após a tempestade vem a bonança...(não é isso que as pessoas dizem???)Pois bem,estou aqui aguardando anciosamente por essa calmaria e estabilidade em minha humilde vida.A gente bem que poderia dispor de algum tipo de calendário da bonança / tempestade,assim a gente já se progamava logo.Rsrsrsrs
Já perceberam como tem gente que nasce com a bunda virada pra lua? Eu fico besta!Coisas do tipo: A pessoa pede demissão de um emprego estável,no qual ganha relativamente bem e recebe no dia seguinte proposta de dois bancos.Essa mesma pessoa na mesma semana é chamada pra trabalhar em uma Universidade Federal em decorrência de um concurso que havia feito há mais ou menos um ano no qual tinha ficado em 22º lugar(só pra constar: haviam 20 vagas)Aaaaah,infelizmente não sou eu essa pessoa do exemplo ¬¬ (Não sei se tem ligação com a história de tempestade e talz, mas isso me veio a cabeça agora)

Sim, voltando a história da bonança... minha vida anda meio turbulenta,eu até gosto,mas todo mundo tem reclamado que eu tô extremamente estressada (será?).Histórias que envolvem o coração me abalam muito, eu preferia mil vezes passar por uma crise financeira ,seria mais fácil superar.Enfim, tudo isso foi pra dizer que casais apaixonados tem me irritado muito desde segunda-feira.
Pronto,falei!