segunda-feira, 27 de julho de 2015

Solidão


Às vezes nem parece que aconteceu e me pego esperando uma ligação, sua chegada, um abraço ou mesmo uma simples mensagem no celular, mas no milésimo de segundo seguinte a realidade me toma por completo e a saudade me bate com tanta força que o dia passa a ter quinhentas horas de tão longo e triste. Nunca tinha entendido esse sentimento chamado saudade até agora, mas durante esses últimos seis meses ele vem me acompanhando dia após dia sendo a primeira coisa que sinto ao acordar e a última antes de dormir. E só durante um sonho para conversar e ver teu sorriso, como se estivesse aqui ao meu lado novamente, mas ao acordar mais uma vez a realidade vem como um assombro me colocar no lugar exato onde você me deixou: na solidão.
Tudo é tão novo e ao mesmo tempo tão velho, às vezes me pego sem medo de nada por que afinal de contas o pior já aconteceu: você se foi. E é totalmente diferente de um término, de uma traição ou decepção de qualquer forma presencial, pois você foi para um lugar onde não posso ir, inalcançável, um lugar que só posso imaginar vagamente onde e como seja ou onde alguns livros dizem ser como é, no final não passam de divagações e tenho que ter fé para que tudo isso que ando lendo seja real, só assim, nada disso terá sido em vão.
Banalidades do dia a dia queria poder te contar e sei que iria rir junto comigo, bem como ouvir minhas reclamações sem fim e minhas raivas sem fundamento que no final eu receberia um abraço e um beijo que me acalmaria por completo e pronto.
Presença forte.
Presença presente.
Presença real.
Agora ausência que sufoca, que me faz pensar e sentir uma falta como nunca tinha sentido na vida: a sua falta.


sábado, 14 de julho de 2012

First Date!


Eu ia viajar e passar o fim de semana fora, por isso foi decidido adiantar o primeiro encontro para a noite anterior a viagem. Meu celular toca. Ele chegou. Não o conhecia pessoalmente somente por suas fotos nas redes sociais e sua voz ao telefone.
Quando o avistei em pé me esperando gostei do que vi, caminhei ao seu encontro sorrindo onde foi prontamente retribuído, ele estendeu a mão para me cumprimentar e o abracei, uma forma de quebrar o gelo e desfazer logo qualquer mal estar que por ventura se instalasse.
Cheiro muito bom.
Sempre comentei com meus amigos que eu gosto de convites dignos como um jantar, onde se possa conversar e, claro, perceber se a pessoa tem a conversa na ponta da língua, e foi exatamente isso que ele fez: Um convite para jantar!
AMEI!
Enquanto ele falava, já no restaurante, fiquei olhando-o, analisando discretamente seu jeito de falar, seu sorriso, prestando bastante atenção na conversa e sorrindo com um papo tão tranqüilo e sem nenhum momento de constrangimento.
Conversa.
Risadas.
Olho no olho.
Mãos dadas por baixo da mesa.
“Você foi uma maravilhosa surpresa” falei após o jantar.
O primeiro beijo aconteceu ao fim da noite, no carro, no caminho de casa, sem pressa e sem desespero...
Um perfeito primeiro encontro que, após meu retorno da viagem, se transformou em segundo, terceiro, quarto, quinto...
Ele me apresentou seu mundo sem barreiras e fiz o mesmo, abriu as portas de sua casa me apresentando sua família e fiz o mesmo, apresentando a minha família louca, conheceu meus inseparáveis amigos e eu os dele.
Estamos juntos há quase cinco ótimos meses e parece que foram apenas cinco dias de tão rápido que passou e pude finalmente entender e vivenciar o que é de fato companheirismo, carinho e, claro, amor.
Fizemos um acordo para que cada um se esforce para fazer o outro feliz e até agora está funcionando muito bem.

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Friday the 13th


            Hoje é aquele fatídico dia em que todos só falam em um determinado assunto nas redes sociais, TV (fechada e não a aberta ¬¬) e pelo mundo adentro (úuiii): Hoje é Sexta Feira 13, Bebê, e de quebra é o dia do rock!
                E como unir um dia de menstruação, entenda sangrento, com música boa?
                Simples.
Muitas bandas de rock foram associadas ao nome do “Você-sabe-quem”, por pregarem aquela rebeldia boa contra tudo e, claro, contra a igreja e algumas de suas letras também falam dessa simpatia com “Aquele-que-não-deve-ser-nomeado”, tipo:
Rolling Stones com “sympathy for the devil”… Ai aii como não amar essa música que nos faz lembrar de uma das maiores vilãs das novelas brasileñas?! Vem arrasar nessa pista de dança com o Michê e a Cachorrona, Laura Prudente da Costa, de Celebridade em 2003! 01 sonho!


Agora mudando de assunto saindo do rock e indo para o cinema, como não cair de quatro no chão (aaúuuiii) com um assassino que em pleno 2011 quase beirando o fim do mundo em uma grande catástrofe mundial, ainda faz suas vítimas da maneira mais “tradicional” existente?! Saudade do tempo que ainda existia chance de sobreviver a um massacre... Suspirei...
Voltando... focooo... Eu estou falando só de uma coisa: do quarto filme da franquia “Scream” que ficou com o título de “Pânico” aqui no Brasil brasileiro.

 
Olha que luxo esse “Ghostface” (Sr. Assassino) que vive em um (material world) mundo de armas de fogo, explosões, choques, arrastamento de pessoas amarradas no pára-choque do carro, bombardeamento de animais indefesos e esquartejamento de maridos... 
Tã rãn rãn rãn... 
Aí ele vem para “to lipsync for your life” na cara do universo e aparece com uma... (Música de suspense porque a partir de agora a trama se complica de novo...) Faca Ginsu 2000?! 


Ai me emocionei... Feliz Friday the 13th para todos e lembrem-se da bondade humana, caso contrário...

terça-feira, 26 de junho de 2012

Spice Up Your Life!


Chegou a hora de pintar a bota plataforma de vermelho, colocar aquele vestidinho bem curtinho com uma estampa de bandeira na frente e chamar mais quatro amigos(as) para fazer aquele cover maravilhoso das Spice Girls.
Por que tudo isso?
          Porque será lançado um musical Escrito por Judy Craymer e Jennifer Saunders (Mamma Mia!) que leva o nome de uma das canções do segundo álbum das garotas. “Viva Forever” contará a história entre mãe e filha em um show de talentos regada a muitas músicas das Spice Girls. Fonte: Spice Girls Forever Brasil
                 Pra quem não conhece (e olha que muita gente nova não conhece mesmo) as Spice Girls foram um grupo ícone da década de 1990, que acumularam sucessos and records de vendas de álbuns, singles e produtos que levavam seus nomes. Foram alçadas ao sucesso em 1996 com o single de estréia “wannabe” que chegou ao topo em mais de 30 países.
               
          O grupo chegou ao fim no começo dos anos 2000 depois de três álbuns lançados, um dos quais sem a Geri Halliwell que deixou o grupo em 1998, um filme e vários milhões de cd’s vendidos pelo mundo chegando a uma marca de mais de 88 milhões de cópias vendidas.
                Primeiro álbum: Spice (1996)




          Segundo álbum: Spiceworld (1997)
               Terceiro álbum: Forever (2000)
  

           Em 2007 elas voltaram com o grupo completo para uma turnê de reencontro onde todos os ingressos do show na O2 Arena em Londres esgotaram em pouco menos de 40 segundos conferindo mais um recorde para as garotas.
  
        Na ocasião foi lançado um álbum com os maiores sucesso e duas músicas inéditas, uma edição especial cd+DVD.


           Agora é esperar o musical.
           Adoro as Spice Girls mesmo! \o/

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Séries: Eu Assisto!

                 Há poucas semanas estreou a 4ª temporada de “Drop Dead Diva”, que para quem não conhece, é uma série de comédia/drama com uma dose bem generosa de julgamentos bem incomuns que fala sobre uma modelo não famosa Deb Dobkins que morre em um acidente e seu espírito volta no corpo de uma advogada mal vestida e acima do peso. 



E posso falar? Gostei da volta, gostei dos acontecimentos, realmente gostei, e principalmente depois do fim tenso da 3ª temporada, isso me fez acreditar que ela voltou com fôlego para mais alguns meses no ar.
Depois de assistir o episódio de estréia me veio uma vontade de mostrar as séries que assisto atualmente, claro que não sou nenhum crítico de televisão, sou apenas um telespectador que gosta e que realmente assiste quando o tempo deixa.


Para começar estou assistindo, além de “Drop Dead Diva”, Cougar Town com a eterna Monica de Friends. A série está na 3ª temporada e conta com estilos de piadas diferentes das séries de comédia que estamos acostumados, não tem aquela risada gravada e o tipo de câmera usada também é um diferencial. Se for para rir com piadas inteligentes e fora do “comum”, Cougar Town é uma boa pedida.


The Middle também está na minha lista de séries do meu momento, porque como não amar uma família com recursos financeiros escassos se virando para viver o sonho americano, enquanto seus integrantes são, digamos, politicamente incorretos. Uma família irreal bem real.


Terminei a 1ª temporada de “Smash”, a versão adulta de Glee, que tem como produtor executivo o Steven Spilberg. Essa série é sobre os bastidores de uma peça que está sendo montada para contar a vida da Marilyn Monroe e entre as audições, pré-produção, produção e estréia muita coisa acontece nos bastidores. Chorei, cantei, morri de rir, fiquei com ódio e chorei de novo: É disso que eu estou falando!


Comecei a assisti por esses dias, Mildred Pierce, que é uma mini-série da HBO e que traz como protagonista nada menos que a ganhadora do Oscar, Kate Winslet, como uma mãe que depois de ser largada pelo marido, vai trabalhar para sustentar suas “crias” e que se submete a várias humilhações como qualquer mulher solteira da década de 1930.


E para finalizar tem a série que é a próxima da minha lista: Veep.


Não assisti nada além das chamadas na Tv e algumas entrevistas do elenco e diretor, mas digo que senti uma super vontade de conferir. A série fala sobre a ex-senadora que assume a vice-presidência dos EUA e percebe que o cargo não era como ela pensava. Uma série de comédia sobre os bastidores da política americana. Já quero assistir.